terça-feira, abril 17, 2007

PRÉMIOS




Concurso de logotipo para a 2ª Semana de Educação – Secretaria de educação do Estado do Acre. Concurso de cartazes de actividades cultural do SESC de Rio Branco (Cinema nos Bairros e Teatro de Bonecos). I SALÃO DOS NOVOS DO SESC, (1º lugar) com o desenho a café “A enxada e o sol”, Rio Branco. Concurso SANDIZ (2º lugar) com o desenho a café “Terra Mulher”, Lojas SANDIZ, Brasília. I FESTIVAL DE CINEMA AMADOR DO ACRE - âmbito nacional, (melhor filme na categoria experimental e melhor filme pelo juri popular), com “A praça é do povo”. II Concurso Estadual de Fotografias do SESC com o tema “O idoso e o trabalho”, (1º lugar). Concurso de Texros Teatrais da Universidade Federal do Acre, (2º lugar) com a farsa “A Rifa”. Concurso de fotografia do SESC com o tema “A criança”, (3º lugar). Concurso de samba-enredo para a Escola de Samba da Cadeia Velha, Rio Branco, (3º lugar), defendido por Valdenice Silva, Major e Elias Jr. IV FESTIVAL DE CINEMA AMADOR DO ACRE, melhor filme na categoria ficção, com “Adão e Eva-Uma história sem palavras”. Concurso de música sobre o idoso, Porto Velho, (2º lugar), com a canção “José Teotónio, um jardinheiro público”, poema de Alberto Cunha Melo. I FEMÍNDIO (Festival de Música sobre o Índio), com a canção “América Sola”, em parceria com Longui, defendida pela dupla Laio e Nêga. Concurso de poesia da Casa do Poeta de Rio Branco (3º lugar). PRÊMIO CALANGO - concurso de textos de teatro do Estado de Rondônia, (1º lugar na categoria infantil) com a fábula musical “Erumavez”. PRÊMIO JAPIIM –Concurso de Dramaturgia do estado do Acre- (1º lugar com a farsa A Cidade sem Prefeito). Concurso Literário da Biblioteca Estadual do Acre (1º lugar na categoria conto) com “A onça manca”. OBJECTO MAIS GENIAL DO ANO, lojas Printemps, Cascaishopping, Cascais, Portugal, (1º lugar) com o “Guarda chuva para guardar a chuva”. VI MARATONA FOTOGRÁFICA DE LISBOA (melhor fotograma do tema “Liberdades”, em parceria com Luis Carlos Sousa). PRÉMIO EDMUNDO BETTENCOURT – 2002, Prémio Literário Cidade do Funchal, Madeira, Portugal, com o romance “O português ou Escravos da esperança. PRÉMIO FNAC/TEOREMA, com o romance “Was Bach Brazilian? O Puto do adufe ou O inventor do Baião”, em parceria com Mucio Sa. PRÉMIO ANTÓNIO PAULOURO, Câmara Municipal do Fundão, Portugal, (em ex-aequo) com o conto “Mäi Yushî-O Espírito da Aldeia”.Os cem melhores poemas do TOC140, Poesia no Twitter Ano III (5º lugar), Fliporto Digital 2012, Carpe Diem, Pernambuco, Brasil.